Quando Entrar e Sair de Cena?

Este tem sido um dos meus grandes desafios, saber quando “entrar” e quando “sair” de cena. Na prática o significado disso é saber parar e saber agir na hora certa. Quando as crenças de “tenho que fazer alguma coisa!” ou então “não posso fazer nada!” estão presentes, perdemos a oportunidade de ouvir a vida. Normalmente a realidade diz o que quer, e o que é mais apropriado, mas nós não ouvimos por estarmos presos a um dos dois lados da balança da “ação” ou da “não ação”. Muitas vezes a resposta não será nenhuma das duas, muitas vezes não haverá resposta alguma, ou uma combinação de ambas, e uma infinitude de possibilidades, mas nossa mente acostumada e ver tudo em “preto ou branco” irá desconhecer. Existem sutilezas sem fim nos movimentos do universo, e a mente humana é muito complexa para captar. É por isso que o sofrimento ocorre. Sofremos porque vamos na direção “errada” por não saber reconhecer a linguagem de Deus, por valorizarmos em demasia apenas a linguagem da mente. O que tenho contra a mente? Nada, nem contra a minha, nem contra a de ninguém, mas uma verdade nos foi ocultada desde o nascimento: A mente é nossa servidora e não nossa dona. Enquanto isto não ficar claro, bem claro dentro de nós, continuaremos a perder os “Timings” e oportunidades que nos são oferecidas para crescer e sermos realmente felizes.

Poonam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo